quarta-feira, 23 de julho de 2014

Estado de Alma

Sentiu-se (apenas) pleno.
       E foi (tudo) isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário